quarta-feira, 29 de outubro de 2014

Pelotas vai até o Uruguai e aplica goleada no Peñarol

Ha quase 14 anos atrás, mais exatamente no dia 13 de dezembro de 2000, o Pelotas conquistava em terras Uruguaias uma de suas maiores façanhas. Jogando no Estádio Arquitecto Antonio Ubilla, na cidade de Melo, o time treinado por Guilherme Macuglia goleou o Peñarol por 4 a zero. Os gols do Pelotas foram marcados por João Miguel, Pedrinho, Roberto e Felipe. 




Diego Aguirre
A emblemática vitória do Pelotas contra uma das equipes mais tradicionais do mundo, em partida disputada no país vizinho e com um placar elástico, o que nenhum torcedor Carbonero (apelido da torcida do Peñarol) imaginava, entrou para a galeria de grandes vitórias da história do Pelotas. A vitória arrasadora do Lobão, marcou o inicio da grande campanha de um dos melhores times já visto na Boca do Lobo. Ali começava a trajetória de uma equipe vencedora, que conquistaria mais tarde, o título da Seletiva da Copa Sul Minas de 2001, título que garantiu uma vaga na Competição nacional, que reuniria parte dos melhores clubes do país na temporada de 2002, alem da vaga no Campeonato Brasileiro da série C do mesmo ano, garantida após o Pelotas terminar o Campeonato Gaúcho na terceira colocação. O Lobão contava em seu elenco com jogadores como Rafael, Alexandre Marasca, Ariovaldo, Pedrinho, Ismael, João Miguel, Roger, Dias, Chalita, Ângelo, Edenilso, Téo, Dione, Marquinhos, Daniel Bittencourt, Fabiano, Alexandre Bochecha, Jorge Mutt, André Carpes, Felipe Pinto, Jeferson, Assis, Roberto,  Fabio Petrolina e Eliezer. Do lado castelhano, atuavam grandes jogadores, entre eles, um dos maiores jogadores da história do Peñarol, o consagrado atacante Diego Aguirre (FOTO), autor do gol do título da Copa Libertadores da América de 1987.


Destaque para o título da matéria do Jornal Diário Popular, do dia 14 de dezembro de 2000
O jogo:

O Esporte Clube Pelotas goleou ontem à noite, no Estádio Municipal de Melo, no Uruguai, a equipe do Peñarol pelo placar de 4 a 0, no primeiro amistoso em sua preparação para o Campeonato Gaúcho de 2001. Após um inicio de jogo difícil para os Áureo-Cerúleos, com o Peñarol tomando a iniciativa da partida, o Lobão foi aos poucos equilibrando a disputa. Com o time sempre muito bem posicionado, o Pelotas foi aos poucos controlando o adversário, e assim surgiu o primeiro gol da partida, o zagueiro 
João Miguel (FOTO), aos 20 minutos da etapa inicial, abriu o placar para o Pelotas. Depois do gol, o Peñarol voltou a procurar mais o ataque, mas sem muito sucesso, pois o time treinado por Guilherme Macuglia seguia sempre bem postado e dando pouco espaços aos Uruguaios. Dessa maneira terminou o primeiro tempo de jogo, com a vantagem do Lobão, com escore mínimo.
João Miguel


Na segunda etapa, se esperava uma pressão maior por parte dos Uruguaios, mas o Lobão não aliviou e logo no inicio, aos 12 minutos, o lateral Pedrinho marcou o segundo gol do Pelotas, deixando o Peñarol em situação delicada na partida. Buscando uma reação rápida, o técnico Uruguaio, Jorge Tito Gonçalves, não perdeu tempo e logo mexeu em sua equipe, mas de nada adiantou, mesmo com as mudanças o Peñarol seguia dominado pelo Pelotas, e em seguida, já aos 23 minutos, o atacante Roberto marcava o terceiro gol do Lobão. O Pelotas era dono do placar e das ações da partida, dominava totalmente o time Uruguaio, e não encontrou dificuldade para marcar mais um. Aos 30 minutos da etapa final, o meia Felipe marcou o quarto gol do Pelotas na partida, dando números finais ao confronto e confirmando a impiedosa goleada Áureo-Cerúlea sobre o Carbonero Uruguaio. O técnico Guilherme Macuglia gostou do desempenho de sua equipe, que neste domingo tem mais um compromisso, desta vez, contra o Novo Hamburgo, as 19hs na Boca do Lobo.

Ficha Técnica:
Peñarol 0x4 Pelotas
Motivo: Amistoso Internacional / Taça Ciudad de Melo
Data: 13/12/2000 - 21hs (Horário de Brasilia)
Local: Estádio Arquitecto Antonio Ubilla
Ciudad de Melo - Cerro Largo-Uruguai
Gols: João Miguel, Pedrinho, Roberto e Felipe.
Peñarol: Henrique, Gustavo, Marcelo Rotti, (Soarez), Trasanti, Enrique de los Santos, Perdomo (Da Silva), Sanchez (Gustavo Silva), Herrera e Vieira, Gonzales e Diego Aguirre (Alfredo Soarez) Técnico: Jorge "Tito" Gonçalves.
Pelotas: Rafael, Pedrinho, Roger, João Miguel, Edenilso, Dione, Marquinhos (Daniel Bittencourt), Alexandre Bochecha, Jorge Mutt (Felipe), Eliézer (Assis) e Roberto. Técnico: Guilherme Macuglia.

Estádio Arquitecto Antonio Ubilla - Local do confronto entre Peñarol e Pelotas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Arquivo do blog